Iata

O BLOG DO IATA chegou e vai ficar. Isso quer dizer que vamos trabalhar muito para não decepcioná-lo. Alguns anos de experiência em todos os veículos de comunicação nos dão essa certeza. Não fosse assim esse projeto teria abortado quando era somente uma idéia. Que foi amadurecendo e hoje temos esse espaço. Aqui nos encontraremos sempre.

Comecei no rádio em 1970, trabalhando na Tupi, como plantonista. É o primeiro e mais importante passo para quem pretende seguir na profissão. Fiquei poucos meses na emissora dos Diários Associados, então o maior império da comunicação no país. Fui para a rádio Globo, ainda no plantão, procurando sempre o meu espaço. Com paciência e muita dedicação.

Tive que optar. Quem trabalha com futebol não pode pensar em curtir sábados, domingos e feriados. Três anos depois fiz a estréia no Maracanã, como repórter, entrevistando pela primeira vez um jogador profissional: Samarone. Eu ganhava meu espaço porém teria que esperar algum tempo para ser “titular”. Os trepidantes Denis Menezes e Washington Rodrigues eram os donos absolutos da posição.

Quando a minha vez chegou aproveitei bem a oportunidade. Fiz dupla com Denis, alguns anos, até retornar à Tupi, com Doalcei Camargo, um grande mestre e amigo. Com ele, Gerson, Celso Garcia, Rui Porto e Ronaldo Castro fiz minha primeira copa do mundo, em 1978, na Argentina. A segunda foi em 1986, no México, pela TV Manchete. Novamente os argentinos foram campeões.

Retornei à Tupi em 2007, onde participo do “Bola em Jogo”, aos domingos, de 12 às 15 horas. Considero um dos melhores programas esportivos do rádio carioca de todos os tempos. Cada participante tem sua característica. A responsabilidade, desprendimento e um pouco de sarcasmo, com responsabilidade, fazem dele um líder respeitado.

Há doze anos trabalho na Suderj, onze deles como responsável pela assessoria de imprensa. O Maracanã é minha segunda casa. Ou a primeira, nem sei mais. Ali passo a maior parte do dia. Tenho um vínculo especial com o maior estádio do mundo, onde enfrentei sol, chuva, tempestades e vi finais emocionantes, peladas gigantescas, os maiores e os piores jogadores do mundo. Naquele gramado conheci Pelé, o maior de todos.

Fica assim. Meu compromisso é com você, com a informação. E principalmente comigo mesmo. Não posso me decepcionar. E não vou.

Iata Anderson

2 thoughts on “Iata

  1. Iata Anderson vc além de amigo do Rei também é amigo dos seus seguidores…sempre sincero e de palavras corretas….sou seu fã e estava escutando o seu comentário qdo aconteceu o problema contigo na Rádio Tupi e vc não voltou dps do intervalo do BOLA EM JOGO.

    1. Obrigado Luis Celso. Como prometi, estou de volta aqui no nosso espaço, onde ninguém
      dá palpite, ninguém é dono da verdade. Grande abraço. Volte sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *